• Projeto Traduções LIVRES

Extremistas de direita esperam transformar os protestos de George Floyd em uma nova guerra civil

Atualizado: Jun 6

Extremistas armados estão aparecendo para protestos e pedindo um "boogaloo" - código online para guerra civil.


Link:

https://www.vice.com/en_us/article/pkyb9b/far-right-extremists-are-hoping-to-turn-the-george-floyd-protests-into-a-new-civil-war

Veículo: Vice.com

Data de publicação: 30/05/2020

Autorx: Tess Owen

Título original:

Far-Right Extremists Are Hoping to Turn the George Floyd Protests Into a New Civil War

Armed extremists are showing up to protests and urging a “boogaloo” — code for civil war — online.

Traduzido por/Translated by: Hannah Hebron


Extremistas de direita estão aparecendo com armas nos protestos contra a brutalidade policial que explodiram em todo o país.


Outros estão incitando a violência por trás de seus computadores, pedindo aos seguidores que realizem atos de violência contra manifestantes negros com o objetivo de desencadear uma "guerra racial".


A presença deles faz uma adição desconfortável à agitação crescente, que foi desencadeada pela morte de George Floyd, um homem negro que foi morto por um policial branco de Minneapolis no início desta semana.


Mas há uma série de motivações que estão gerando um interesse da extrema direita pelos protestos, liderados por membros da comunidade e pelo Black Lives Matter, e reforçados por antifascistas.


Por exemplo, os chamados Boogaloo Bois - um grupo de extremistas antigovernamentais armados que se tornam visíveis por suas camisas havaianas - supostamente apareceram em alguns dos protestos.


O "boogaloo" é um código para a guerra civil iminente ou um confronto violento com as forças da lei, e é isso que eles esperam obter com os protestos. A principal razão de eles estarem lá é a antipatia em relação à aplicação da lei e, portanto, eles estão tentando se posicionar como aliados dos manifestantes da Black Lives Matter. Eles fizeram da brutalidade policial uma das questões centrais, que foi explorada em detalhes em um artigo da Bellingcat nesta semana.


Sua abordagem à brutalidade policial liga as vítimas do impasse mortal com agentes federais em Ruby Ridge, em 1992, às vítimas da brutalidade policial moderna, incluindo Floyd. Mas, diferentemente da grande maioria dos manifestantes, eles se recusam a reconhecer o fato de que a brutalidade policial é uma questão que afeta desproporcionalmente as pessoas de cor.


Houve relatos dispersos da presença de Boogaloo Bois nos protestos, que foram compilados por um jornalista investigativo do Bellingcat em uma thread (fio). Ele inclui um clipe de áudio (sem vídeo por solicitação dos ativistas) dos manifestantes dizendo que eles haviam retirado uma arma de um agitador "nacionalista branco" - a quem ele descreve como um Boogaloo Boi que se tornou excessivamente desordeiro.


Outra foto, compartilhada em páginas privadas dos Boogaloo no Facebook, mostrou uma das suas próprias bandeiras durante a manifestação de Minneapolis.


E um manifestante postou uma foto de si mesmo usando uma máscara de gás no Instagram, sob a hashtag #Boogaloo.


Enquanto alguns Boogaloo Bois dizem que são apenas libertários, outros, ocasionalmente, se voltam para o racismo - e não escondem seu desejo de violência. Além de sua presença física nos protestos, a hashtag #boogaloo nas mídias sociais foi inundada de memes nos últimos dias, provocando violência e falando sobre como eles esperam que este seja o começo de uma guerra civil.


Embora tipos de milícias mais estabelecidas às vezes compartilhem essas perspectivas, eles geralmente se vêem como intermediários entre a aplicação da lei e os civis. Por exemplo, dois homens brancos armados foram entrevistados pelo Minnesota Reformer, uma organização de notícias independente local, do lado de fora de uma loja de tabaco em Minneapolis nesta semana. Eles disseram que estavam protegendo as empresas de saqueadores, mas também estavam lá para defender os civis, caso precisassem.


"Os policiais são menos propensos a pisar nos direitos das pessoas quando há outras pessoas armadas ao seu redor", disse um dos homens ao entrevistador.


Ativistas locais identificaram outro grupo em Minneapolis como membros da “III% Militia”, uma das maiores redes de milícias dos EUA.


Mas talvez o mais preocupante de todos sejam os “accelerationists” (em tradução livre, aceleracionistas) incondicionais que estão incentivando seus seguidores neonazistas a irem aos protestos e realizarem atos de violência contra pessoas negras - tudo com o objetivo de “exacerbar as tensões étnicas” e provocar uma "guerra racial".


Os aceleracionistas promovem a violência para acelerar o colapso da sociedade. Um canal eco-fascista do Telegram escreveu para seus quase 2.500 assinantes na quinta-feira que "uma revolta seria o lugar perfeito para cometer um assassinato". Os aceleracionistas muitas vezes procuram explorar momentos de agitação política ou civil, e os protestos generalizados que se desenrolaram em todo o país se enquadram no projeto. Da mesma forma, o 4chan está cheio de racistas aplaudindo a violência e dizendo que eles esperam que seja o começo de uma "guerra racial".

Este post é parte do projeto Traduções LIVRES, que faz traduções livres de matérias e artigos produzidos originalmente em inglês por diversos veículos estrangeiros. Não existe nenhuma intenção comercial por trás da disponibilização desse conteúdo, apenas uma vontade de levar informação para quem não domina o idioma. Não possuímos nenhum direito sobre o conteúdo aqui disponibilizado, nem somos autorxs/produtorxs de nenhuma dessas matérias.


This post is part of the project Traduções LIVRES (free translations), that is currently translating materials and articles originally produced in English by several foreign journalists/writers and publish in different vehicles. There is no commercial intention behind making this content available, just a desire to bring information to those who do not speak the language. We are not the authors nor have the rights over the content provided here.


For any inquiries: hannahebron@gmail.com


2 visualizações
Envie seu pedido de TRADUÇÃO:

© 2023 Orgulhosamente criado com Wix.com