• Projeto Traduções LIVRES

“Mamãe, por que você não tem nenhumx amigx negrx?”

Antes de você falar com os seus filhos sobre raça, responda a essa questão

Link: https://forge.medium.com/mom-why-dont-you-have-any-black-friends-e59f37e62ed9

Veículo: Forge.medium.com

Data de Publicação: 01/06/2020

Autorx: Michelle Silverthorn

Título original: ‘Mom, Why Don’t You Have Any Black Friends?’

Before you talk to your kids about race, answer this question

Traduzido por/Translated by: Carise Fernandes

Eu sou uma mulher negra que fala sobre raça. Então, nos últimos dias eu tenho recebido vários pedidos de pessoas brancas - todas mulheres - de recursos sobre como falar pra suas crianças brancas sobre raça.


Eu aprecio a sinceridade do pedido - e eu estou também olhando feio para os pais que não me perguntaram o mesmo - mas a minha resposta é mais complexa que “Aqui está um livro para você ler!”. Eu quero que elas respondam a esta questão primeiro: “Mamãe, por que você não tem nenhumx amigx negrx?”.


Nossa nação ainda é, de muitas maneiras, racialmente segregada. Se você é como muitos americanos brancos, provavelmente frequentou uma escola predominantemente branca, tinha amigos predominantemente brancos, frequentou uma faculdade predominantemente branca, trabalha em um local de trabalho predominantemente branco e mora em um bairro predominantemente branco, onde seus filhos - aqueles que você quer conversar sobre raça - também tem amigos predominantemente brancos e é ensinado por professores predominantemente brancos.


Pra onde isso vai? O americano branco padrão tem 91 amigos brancos e 9 amigos racializados, incluindo apenas um amigo negro. Setenta e cinco por cento dos americanos brancos não tem nem um amigo racializado. Setenta e cinco por cento.


Isso não aconteceu por coincidência. Essas foram escolhas intencionais feita por legisladores, credores hipotecários, diretores de escola e diretores executivos de empresas, mas também pelos seus pais e por você. E em breve essas serão escolhas feitas pelos seus filhos. O ciclo continua, inabalado e intacto.


Quando pessoas brancas me dizem que eles não vêem cor e não vêem raça, eu lhes peço pra fazer esse exercício. Se você quiser conversar com seus filhos sobre raça, eu quero que você faça o mesmo.


  • Qual era a raça dos seus três melhores amigos quando você tinha nove anos?

  • Quando você tinha 19?

  • Quando você tinha 39?

  • E do seu primeiro chefe?

  • Do seu último chefe?

  • Das pessoas na sua festa de casamento?

  • Do seu primeiro paquera?

  • Do seu primeiro mentor?

  • Do seu professor favorito do ensino médio?

  • Do seu dentista?

  • Do seu vizinho mais próximo?

  • Qual é a raça do melhor amigo do seu filho?

  • E do autor predileto do seu filho?

  • Do seu autor predileto?

  • Da estrela do seu filme favorito?

  • Do seu médico?

  • Do seu dentista?

  • Do presidente?

Se todas as pessoas que os seus filhos vêem todos os dias são brancas como você - todos os advogados, os médicos, os contadores, as celebridades, os músicos, os professores, os autores, os colegas de trabalho, os amigos - então o que eles vão pensar sobre a raça negra? O que eles vão pensar sobre a minha identidade negra? Quando eles vão perceber que todas as evidências na sua vida mostram que você não acredita que a minha pele negra é igual à sua própria?


Eu não sei porque você fez as escolhas que você fez, mas eu sei que você e algumas pessoas muito próximas as fizeram. Elas são escolhas que eu quero que você considere. Eu quero que você pergunte aos seus pais, “Por quê?” Eu quero que você pergunte ao seu parceiro, “Por quê?” Eu quero que você pergunte aos seus amigos, “Por quê?” Eu quero que você se pergunte, “Por quê?”


Você talvez não saiba todas as respostas agora. Mas assim que você souber, através do seu próprio questionamento e através dos vários livros que falam sobre racismo institucional nessa nação, você talvez não goste da verdade. Você talvez fique inconfortável com isso. Mas ninguém nunca mudou estando num lugar de conforto. Fale com seus filhos sobre raça. Absolutamente faça isso. Mas por favor, fale com seus filhos sobre sua branquitude primeiro antes de falar com eles sobre a minha negritude. Existe um ciclo nesse país que precisa ser quebrado. Eu espero que você esteja disposto a fazer o trabalho de quebrá-lo.

Este post é parte do projeto Traduções LIVRES, que faz traduções livres de matérias e artigos produzidos originalmente em inglês por diversos veículos estrangeiros. Não existe nenhuma intenção comercial por trás da disponibilização desse conteúdo, apenas uma vontade de levar informação para quem não domina o idioma. Não possuímos nenhum direito sobre o conteúdo aqui disponibilizado, nem somos autorxs/produtorxs de nenhuma dessas matérias.

This post is part of the project Traduções LIVRES (free translations), that is currently translating materials and articles originally produced in English by several foreign journalists/writers and publish in different vehicles. There is no commercial intention behind making this content available, just a desire to bring information to those who do not speak the language. We are not the authors nor have the rights over the content provided here.

For any inquiries: hannahebron@gmail.com



25 visualizações
Envie seu pedido de TRADUÇÃO:

© 2023 Orgulhosamente criado com Wix.com