• Projeto Traduções LIVRES

Polícia de Washington D.C prende 70 manifestantes em uma casa particular


Link: https://www.thecut.com/2020/06/d-c-police-trapped-70-protesters-in-a-private-home.html

Veículo: Thecut.com Data de publicação: 02/06/2020 Autorx: Hannah Gold Título original: D.C Police Trapped 70 Protesters in a Private Home Traduzido por/Translated by: Miranda Perozini

Em meio a manifestações contra a violência e a impunidade policial em Washington, DC, na noite de segunda-feira, policiais cercaram um grupo de cerca de 70 manifestantes dentro de uma casa particular. Relatórios indicam que, pouco antes do cerco, a polícia prendeu os manifestantes em um beco na Swann Street, no bairro Dupont Circle, usando gás lacrimogêneo e dispositivos de efeito moral.


A polícia costuma justificar táticas violentas como sendo técnicas de dispersão, mas, neste caso, os manifestantes foram cercados, até que um morador da mesma rua abriu suas portas para eles. Jornalistas e outras pessoas presentes descreveram uma cena tensa, com manifestantes sendo presos do lado de fora e helicópteros da polícia sobrevoando o local.


O enfrentamento ocorreu por volta das 22h, pouco depois do toque de recolher sem precedentes de DC entrar em vigor às 19h, na segunda-feira. O proprietário que abrigou os manifestantes, um homem de 44 anos chamado Rahul Dubey, descreveu a cena para um repórter do Washington Post, Derek Hawkins, como um “tsunami humano”, acrescentando: “Se pessoas como nós não vão abrir uma porta , então quem diabos vai? "


Um manifestante chamado Meka disse ao DCist que o grupo começou a se manifestar perto da Praça Lafayette, pouco antes de a área ser gaseada - antes da aparição de Donald Trump em uma igreja para uma sessão de fotos - um ato que muitas testemunhas descreveram como outro caso de agressão súbita e não provocada por forças policiais. Uma testemunha que viu o grupo ser preso na Swann Street algumas horas depois disse à NBC News4 que policiais "cobriram todo o caminho até a porta desse homem e obrigaram todos a entrar nesta casa". Dubey disse à afiliada da ABC WJLA que, enquanto gritava para as pessoas entrarem em sua casa, os policiais “estavam pulverizando spray de pimenta nas costas e no lado da cabeça das pessoas. Foi um pandemônio e caos por cerca de uma hora e meia”. Hawkins twittou que, uma vez dentro de casa, os manifestantes que foram feridos pelos ataques de spray de pimenta foram levados para o porão, onde foram tratados com leite aplicado nos olhos. O repórter da WTOP, Ken Duffy, postou imagens de policiais prendendo manifestantes em um beco na Swann Street, antes de se refugiarem brevemente na casa.


Manifestantes também documentaram o caso em suas contas nas redes sociais. Allison Lane twittou de dentro da casa de Bubey, “muita gente está machucada, mas não em estado grave. Eles nos perseguiram com bombas de gás lacrimogêneo da a Casa Branca até um bairro residencial. Ninguém tem certeza como e quando poderemos sair daqui”. Lana também escreveu que alguns policiais estavam “tentando dizer que invadimos a casa”, e mais tarde disse que “o dono acabou de dizer que os policiais não os deixam nem sair de casa”. Em um segundo momento os policiais permitiram que uma entrega de pizza chegasse à casa.


Dubey disse ao DCist na manhã de terça-feira que eventualmente a polícia cedeu, e permitiu que os manifestantes voltassem em segurança para casa, e voluntários desconhecidos os ofereceram carona após o fim do toque de recolher às 6 da manhã.

Este post é parte do projeto Traduções LIVRES, que faz traduções livres de matérias e artigos produzidos originalmente em inglês por diversos veículos estrangeiros. Não existe nenhuma intenção comercial por trás da disponibilização desse conteúdo, apenas uma vontade de levar informação para quem não domina o idioma. Não possuímos nenhum direito sobre o conteúdo aqui disponibilizado, nem somos autorxs/produtorxs de nenhuma dessas matérias.

This post is part of the project Traduções LIVRES (free translations), that is currently translating materials and articles originally produced in English by several foreign journalists/writers and publish in different vehicles. There is no commercial intention behind making this content available, just a desire to bring information to those who do not speak the language. We are not the authors nor have the rights over the content provided here.

For any inquiries: hannahebron@gmail.com




3 visualizações
Envie seu pedido de TRADUÇÃO:

© 2023 Orgulhosamente criado com Wix.com